Planta Medicinal: Abóbora Moranga

Nome Científico: Cucurbita pepo L.
Sinonímia Vulgar: Abóbora, abóbora-menina, abobra, abóbora-porqueira, jerimum.
Sinonímia Científica:
Cucurbita pepo Lour; Cucurbita pepo Wall.; Cucurbita pepo Vell.; Cucurbita courgero Cer.; Cucurbita elongata Bean ex Schrad.; Cucurbita esculenta Gray; Cucurbita ovifera L.
Descrição: Planta rasteira ou trepadeira, vilosa-áspera, com pelos rígidos e gavinhas compostas. Folhas alternas longo-pecioladas, largo-cordiformes, profundamente penta-lobadas, grandes, rígidas e com pelos espinescentes esparsos, sobretudo nos pecíolos.
Plantas monoicas. Flores masculinas amarelas, solitárias ou fasciculadas, com limbo do cálice campanulado, raro cilíndrico, com 5 lobos; corola campanulada, pentâmera, amarela com lobos de ápice recurvado, 5 estames formando uma coluna central composta de 2 pares de estames e 1 livre, porém reunidos em uma só peça colunar, anteras soldadas em um só corpo, rudimentos de ovário nulo. Flores femininas solitárias, curtas pedunculadas com 5 estaminoides curtos, triangulares, inseridos no fundo da corola; ovário oblongo, estilete curto e grosso,
estigma trilobado ou bifurcado e papiloso; óvulos numerosos, horizontais.
Fruto carnoso-fibroso, indeiscente e com muitas sementes brancas.
Partes Usadas da Abóbora Moranga:
Sementes, frutos, folhas, flores ou raízes.
Formas Farmacêuticas:
Sementes torradas, extrato ou óleo das sementes.
Decocto das folhas, flores ou raízes.
Benefícios Para Saúde da Abóbora Moranga:
Popularmente, as folhas são usadas após a decocção sobre queimaduras e as flores para combater erisipela. As raízes possuem atividades febrífugas e tenífugas.
Externamente é usada contra úlceras sifilíticas. Sementes torradas (30 a 40 g em um dia) são usadas contra verminose. A cucurbitina é responsável pelo efeito sobre tênias e oxiúros. Tem efeito diurético suave.
In vitro foi observada sua ação antitumoral em diversos adenomas prostáticos, acreditando-se que seja
devido ao seu conteúdo de ácidos graxos insaturados.
Constituição Química da Abóbora Moranga:
 As sementes contêm um isoprenoide denominado cucurbitina, e, ainda, ácido cucúrbito, ácidos graxos insaturados (oleico e linoleico), peponosídeo, peporesina, vitaminas, albumina, lecitina, carotenoides, fitosterina, traços de selênio, manganês e zinco, e os aminoácidos leucina e tirosina.
Interações Medicamentosas da Abóbora Moranga:
 Se usada juntamente com agentes diuréticos, apresenta um aumento dos efeitos.
Contraindicação A abóbora está contra indicada para pacientes quando não se conhece a causa da hipertrofia prostastática.
**Imagem: Abóbora Moranga -Cucurbita pepo L.**
{{::abobora_moraga_cucurbita_pepo_l..jpg?400|}}
http://www.cura-pela-natureza.cf/abobora_moranga

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *